Archive for the ‘msn’ Category

imo.im : uma bela alternativa ao meebo

[EDIT: formulário para ajudar na tradução.
http://spreadsheets.google.com/embeddedform?key=p13YIGzf7_NyqIfckcmnSLQ ]

[EDIT: faltou o link para a página de traduções: https://imo.im/translate.html?lang=pt-BR#table — aconcelho usarem a forma de perguntas, pois ela já trás outras traduções feitas por outos usuários.]

Olá!

Faz tempo que não venho aqui no wordpress. Faltava-me um motivo para postar e finalmente encontrei, mesmo que meio besta.

Outro dia desses conversando com um amigo meu notei que ele estava usando um cliente de web que não conhecia: imo.im. Fui investigar e descobri ser um site muito bacana. Oferece conectividade aos mais populares serviços de IM – msn, yahoo, aol/icq, gtalk, skype, myspace. Dentre as excelentes características do site está seu visual bem leve e sua interface intuitiva. Possui possibilidade de conversa por voz, vídeo (necessita flash), envio e recebimento de mensagens offlines, adição de fotos, dentre outras. Por ser um aplicativo web, não importa se você usa Linux, Windows ou Mac. Ele também pode ser acessado por plataformas móveis, incluindo o iPhone.

O serviço possui tradução já em 100% para o português do Brasil – inclusive ajudei -, mas acho que pode ser melhorada. Vejo se até o fim da semana monto um google docs com algumas sugestões minhas para termos que podem ter mais de uma tradução e qual se encaixaria melhor no contexto do aplicativo.

No mais, é isso!

Até

P.S.: se tiver problemas em usá-lo com o Firefox com o NoScript ligado, tente adicioná-lo à lista branca.

Brasileiro e a Internet – parte II

Então que mais uma vez, de novo, pela sei-lá qual vez, nós, brasileiros batemos o recorde de tempos de acesso a internet, segundo o [1]NetRatings. Além de mostrar o tempo de acesso, a pesquisa também mostra os sites mais acessados, o que revela o hábito do brasileiro: perder tempo.

Não faz muito tempo uma outra pesquisa apontou que apesar de sermos o topo no tempo de acesso, somos o topo no uso indevido desta.

E querem me convencer de que vender computadores baratos e facilitar o acesso a internet a todos é a solução para os problemas educacionais do país. Deve existir, sim, uma inclusão digital, mas feita direito.

**********

E o senado Eduardo Azeredo enviou, de novo, [2]um projeto de lei para tornar a internet mais segura, onde você teria acesso a informações sigilosas sobre quem está acessando a internet sem precisar do aval de juizes e coisas do gênero. Não é exatamente isso, mas essa foi a minha interpretação.

Por mais absurdo que isso possa soar, após conversar com várias pessoas, concluí que isso é realmente necessário aqui no Brasil, já que não sabemos nos comportar e sempre fazemos mau uso da liberdade que nos é dada.

Até mais

*******
[1] http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u22080.shtml
[2] http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u117438.shtml